Não consegue ver correctamente? Abra no Browser.

Newsletter N.º 194

A última jornada, escassa de interesse, definiu o clube que desceu - O Olhanense, e vai obrigar o Paços de Ferreira a disputar a 'liguilha'.

No Dragão nada de novo com um Porto dominador nos primeiros 30 minutos e a beneficiar de um 'penalty à Jackson' e depois os 'miúdos' do Benfica a reagirem e a dominarem por completo toda a 2.ª parte faltando apenas a concretização.

Em Alvalade o Sporting sofreu a 1.ª derrota em casa perante o excelente Estoril imitando o Benfica na perda de 5 pontos nas duas últimas jornadas, mantendo a diferença nos 7 pontos.Lá se foi a "Liga da Verdade"...

Na final da Liga Europa confiavam os benfiquistas que a equipa traria o troféu de Turim. Infelizmente tal não aconteceu e o Benfica falhou (mais uma vez) na decisão das grandes penalidades após ter disfrutado de inúmeras oportunidades de golo. Não sem que tenha havido 'mosquitos por cordas' podendo mesmo afirmar-se que a Liga Europa foi dada de bandeja ao Sevilha.

Mas a vida não pára e isso já é passado. É pois altura de passar à frente e concentrar todas as atenções na final da Taça de Portugal. Já no Domingo. Obviamente para vencer!


Dia 10

Elsa Bicho e Rui Miguel Melo - Jornalistas de A Bola; «(...) Depois do pesadelo que constituiu a ponta final de 2013/13, com desilusão atrás de desilusão, as águias querem, desta feita, concretizar o SONHO de regresso às conquistas europeias e dar sequência a uma temporada que pode ser das mais marcantes dos 110 anos de HISTÓRIA do Benfica, constituindo, assim, a melhor homenagem possível a Eusébio e Coluna. »

João Querido Manha - Director do Record; «O FC Porto-Benfica de hoje não é um clássico. De um lado, uma equipa em profunda depressão, apenas desejosa de que tudo acabe rapidamente. Do outro, um misto equipado à Benfica, talvez desejoso de dar nas vistas, mas provavelmente abaixo do grau de exigência de um jogo de 1.ª Liga. (...)»

Manuel Sérgio - Professor e Filósofo em A Bola; «(...) Findo o jogo com a Juventus, que eu vi e sofri como se benfiquista fosse, lembrei-me do primeiro título internacional do futebol português, a Taça Latina de 1950. A mesma bravura, o mesmo ímpeto na luta de há 64 anos reincarnados nos jogadores de hoje! (...)»

Dia 11

Fernando Seara - Adepto Benfiquista, em A Bola; «1. Quase tudo acabou no que respeita ao futebol profissional. Hoje realizam-se os jogos derradeiros das duas competições profissionais de futebol. O Benfica, no Dragão, com respeito inequívoco pelo Futebol Clube do Porto, perdeu. Mas perdeu com dignidade. (...)»

Luís Pedro Sousa - Chefe de Redacção do Record; «(...) Tal facto não leva a concluir que se trata do melhor plantel dos últimos 30 anos, como Luís Filipe Vieira fez questão de sublinhar no início da época, mas cria pelo menos essa imagem às gerações vindouras que consultem os tais registos da Liga e já não estejam familiarizadas com o talento de David Luiz, Coentrão, Ramires, Aimar, Di Maria ou Saviola.»

Victor Bandarra - Jornalista, no Record; «Há muito, muito tempo que não se via um FC Porto-Benfica assim! Morno, quase frio, sem chama, sem brilho, sem polémica que se visse. Uma derrota do Benfica que não fica sequer para a história do FC Porto, porque ganhar tem graça, mas a feijões perde a graça toda. (...)»

Dia 12

António Varela - Sub-Director do Record; «(...) Embora a qualidade das decisões estratégicas no Sporting tenha sido elevada a um nível não atingido desde que Filipe Soares Franco deixou a presidência, a verdade é que Leonardo Jardim não se governa com a contabilidade organizada, e muito menos com o discurso otimista de Bruno de Carvalho em fervorosas manifestações de sportinguismo junto dos adeptos. (...)»

Hermínio Loureiro - V.P. da FPF em A Bola; «O Benfica venceu a Taça da Liga superando um aguerrido Rio Ave que irá voltar a defrontar no Jamor, desta vez para a Taça de Portugal.
Em Leiria existiu festa. Uma competição que vem fazendo o seu caminho no nosso calendário desportivo não sendo já contestado por ninguém e desejada por todos. O caminho faz-se caminhando, este lema adapta-se claramente à mais jovem competição profissional de futebol. (...)
»

João Querido Manha - Director do Record; «A discussão pública dos últimos dias sobre o futuro dos treinadores Jorge Jesus e Leonardo Jardim centra-se no poder financeiro de alguns emblemas europeus e no poder do agente Jorge Mendes, que lida com os dirigentes dos clubes portugueses como um teatrinho de marionetas. (...)»

Dia 13

Hermínio Loureiro - V.P. da FPF em A Bola; «Amanhã o Benfica joga a final da Liga Europa. Benfica ou Sevilha, só um vai levantar a Taça.
Espero que em Turim seja o Benfica a ganhar, pois é uma vitória importante para o futebol português em geral e do Benfica em particular. (...)
»

Nuno Santos - Jornalista no Record; «(...) Se a história acabar assim e mesmo havendo um ambiente muito tenso em Alvalade, basta que o Sporting encontre uma boa alternativa - e Marco Silva seria uma excelente alternativa - para que as duas partes, Bruno e Jardim, se abracem na hora da despedida, lembrando o que correu bem e desejando sorte um ao outro. O pior é se o Benfica se atravessa no caminho e leva o homem que fez brilhar o Estoril em duas épocas consecutivas. (...) »

Pedro Adão e Silva - Adepto benfiquista no Record; «(...) Vamos ser o vosso suplemento de alma, a fonte de energia extra e um reforço de confiança. Joguem por nós e corram com o nosso apoio. Mas ganhem por vocês. É a retribuição que podem dar pelo talento que têm e pela graça que vos fez futebolistas do grande Benfica.»

Dia 14

Bagão Félix - Adepto benfiquista, em A Bola; «(...) Hoje é o dia em que o Benfica tem condições para mandar às malvas o tão invocado presságio. Até para honrar o treinador húngaro. E sobretudo para oferecer o título a Eusébio e Coluna, glórias eternas do Benfica.»

João Querido Manha - Director do Record; «(...) O país tem problemas mais prementes,o jogo eleitoral assume mais importância circunstancial e o futebol não goza de reputação nalguns sectores. Mas tanta indiferença confunde-se com arrependimento político, vergonha mesmo, em relação aos tempos em que Presidente e Chefe de Governo acorriam, juntos e prazenteiros, ao beija-mão dos caudilhos do mundo da bola.»

Santos Neves - Jornalista de A Bola; «(...) Quatro 'baixas' de jogadores cruciais (sobretudo Enzo e Salvio) tiram ao Benfica enorme fatia do que deveria ser o seu grande favoritismo. Forças reequilibradas, bem provável o poder de decisão estar na 'raça'. Ora o Benfica tem exibido tremenda gana de conquista.»

Dia 15

Fernando Guerra - Sub-Director de A Bola; «(...) Outra final perdida, e sem maldições: houve, sim, várias oportunidades desaproveitadas por parte dos benfiquistas, um árbitro alemão que viu o jogo em plano inclinado e um Beto inspirado...
Como nota à margem, o registo da presença na tribuna do herdeiro do trono de Espanha. Não foi por influência dele que o Sevilha ganhou, mas dá que pensar... Os nossos governantes, não se sabe se por medo se por comodismo, preferem ficar em casa...
»

Luís Pedro Sousa - Chefe de Redacção do Record; «Mesmo sem Fejsa, Enzo Pérez, Salvio e Markovic, o Benfica mostrou mais futebol do que o Sevilha e, exceção feita à parte inicial do jogo, algo atabalhoada e incaracterística, foi a única equipa que apostou claramente na vitória e tentou evitar ao máximo a decisão da final da Liga Europa através do desempate por grandes penalidades. (...)»

Pedro Guerreiro - Jornalista, no Record; «(...) A arrogância perdeu-a provavelmente mo minuto 93 do jogo do ano passado no Dragão, quando Kelvin lhe tirou o campeonato e o deu a Vítor Pereira. Nessa noite, Jesus caiu de joelhos, prostrando-se à nação portista. Esteve para ser o seu fim. Hoje, tem toda a nação benfiquista a seus pés. De joelhos. Não por submissão. Por gratidão. Em vénia. »

Dia 16

António Magalhães - Redator Principal do Record; «(...) Além de mais um ano de contrato, Jesus tem muito crédito no Benfica e saberá conduzir o processo de regeneração mantendo os níveis de exigência, de qualidade e de competência com a paixão e ambição que lhe são próprias. Agora já respaldado por mais conquistas, esses serão sempre bons argumentos para justificar a aposta na continuidade. Assim, claro, ele queira. E o Benfica não perca a Taça de Portugal. »

João Bonzinho - Jormalista de A Bola; «(...) Mas dividido ou não, relembro que numa fase de tantas decisões o Benfica foi surpreendido ao perder jogadores como Enzo, Salvio, Markovic, mais Sílvio e Fejsa, e, em Turim, ainda antes do minuto 20 da final, viu-se ainda privado de Sulejmani, entretanto já reciclado como terceira opção para ala-direito. Em cima disso ainda encontrou pela frente um árbitro (ou uma equipa de arbitragem) capaz de não ver coisas evidentes como os próprios espanhóis ainda ontem reconheceram nalguns programas televisivos de debate. Não é normal.(...) »

Pedro Ferreira - Colunista de 'O Benfica'; «(...) Amanhã (escrevo esta crónica antes da final da Liga Europa) estarei em Turim, com o Benfica, sabendo que, independentemente do resultado, no final do jogo seremos Benfica, sem traumas, sem fantasmas e sem tretas. Essas ficam para os comentadores.»

SIGA-NOS NO TWITTER AMIGO ON FACEBOOK REENCAMINHE PARA UM AMIGO
Copyright © *|CURRENT_YEAR|* *|LIST:COMPANY|*, All rights reserved.
*|IFNOT:ARCHIVE_PAGE|* *|LIST:DESCRIPTION|*
Remover | Preferências 
*|IF:REWARDS|* *|HTML:REWARDS|* *|END:IF|*