Não consegue ver correctamente? Abra no Browser.

Newsletter Nº. 181

Depois de uma falsa partida causada pela 'Stephanie', teve lugar o 'derby' dos 'derbies'. Antes do mais é preciso dizer que para além dos inconvenientes resultantes do adiamento (para os adeptos - sobretudo os que vieram de longe - e para o Clube que teve que suportar as despesas de organização a dobrar), a situação de evacuação dos adeptos até surpreendeu pela rapidez com que se processou.

A "tragédia" que alguns se apressaram a debitar não passou de um mero exercício especulativo, muito embora a decisão tenha sido a mais oportuna e aconselhável.

Sobre o desafio em si e contrariamente ao expectável, o jogo teve sentido único com o Benfica a assumir uma superioridade esmagadora só pecando na finalização. O Sporting esteve muito abaixo do que se esperava.

Continua pendente a decisão do CD sobre a Taça da Liga mas não se esperam surpresas até porque o inefável presidente Lima já fez questão de antecipar a decisão.


Dia 8

Fernando Guerra - Sub-Director de A Bola; «(...) Mas com Jesus nunca se sabe: há dois anos, à 18.ª jornada, tinha cinco pontos de avanço e acabou com seis de atraso; há um ano, chegou à 27.ª com quatro de vantagem e à 30.ª... com um de atraso. Na verdade, este 'derby' não é decisivo... »

Octávio Ribeiro - Director do 'CM', no Record; «(...) A luta no batatal da Luz promete muita emoção, muito choque, muito combate corpo a corpo. Para suster os ânimos sul-americanos, o árbitro terá tendência a lançar-se num verdadeiro recital de apito, com a bola mais tempo parada, do que a rolar, fluída, entre os pés dos virtuosos. E será decerto nos lances de bola parada que o destino deste clássico sairá traçado.»

Paulo Teixeira Pinto - Adepto portista em A Bola; «(...) Mas a mim basta-me uma convicção. Tudo poderia ser curado com uma única prescrição. Aliás breve, tão breve como três únicas letras. AVB. Acrónimo de Anda, Volta, Benvindo. Ou de André Villas Boas.»

Dia 9

António Varela - Sub-Director do Record; «(...) 7. A FPF notificou 14 clubes sobre a ausência de pagamento das taxas de insrição de jogadores por parte da Liga. Curiosamente, só o FC Porto reclamou a propósito do registo de Quaresma, com um ataque do presidente Mário Figueiredo e, principalmente, Fernando Gomes. Enfim, já se viram melhores encenações nos teatros portugueses. »

José Ribeiro - Sub-Chefe de Redacção do Record; «(...) Há, apesar de tudo, dados objetivos que nos apontam caminhos, claro. Jesus, em confrontos da Liga, levou sempre o Benfica a ganhar ao Sporting na Luz, e os leões não vencem no ninho da águia, para esta competição, desde 2005/06. Assim, no plano teórico, o prognóstico inclina-se para o vermelho. Só que... o dérbi rejeita a lógica. »

Vítor Serpa - Director de A Bola; «(...) Cada um responde como lhe dá na real gana, mas a verdade é que a única resposta séria é mesmo aquela que parece anedota: 'prognósticos só no fim do jogo'. Claro que existem tendências, se preferirem, favoritos. Trata-se, apenas, de meros exercícios de lógica que, como bem se sabe, não contam, ou contam muito pouco, na feliz imprevisibilidade de um jogo de futebol.»

Dia 10

Alberto do Rosário - Gestor, no Record; «(...) Na semana passada as emoções estiveram ao rubro, estava marcado para a Luz não só o despique para a liderança do campeonato, mas também a prova dos noves aos estofos de campeão. Até às 18 horas, milhões viveram intensas emoções, crenças e fés. O país parou, o estádio encheu, os artistas e chefes subiram ao campo e então um inesperado e cerrado ataque de ovnis pôs fim à festa. Brilhante ensaio para a final da Liga dos Campeões. »

José Manuel Delgado - Sub-Director de A Bola; «(...) Face ao que sucedeu na Luz, por causa de uma inclemente 'Stéphanie' que pós a nu debilidades da cobertura do estádio, as medidas tomadas mostram-se apropriadas: não houve pânico nem vítimas, por isso o balanço é positivo. Mas outra questão merece atenção. Em dias em que se aconselha toda a gente a ficar em casa, deverá haver manifestações de massas?»

Santos Neves - Jornalista de A Bola; «(...) Antes, a sensação, para mim nada imprevisível, de Leonardo Jardim colocar no onze inicial Slimani (sem abdicar de Montero) e o extremo Heldon, estreante, interligação de relvado pesado com ganas de vencer na Luz. Será assim amanhã (?), já sem fator surpresa?»

Dia 11

António Tadeia - Director-Adjunto do Record; «Não tenho Leonardo Jardim na conta de um golpista em choques psicológicos. Pelo contrário. O percurso do treinador do Sporting é o de um homem ponderado e firme nas opções, que podem ser certas ou erradas, mas são, regra geral, tomadas em nome de um convicção firme. (...)»

Manuel Martins de Sá - Jornalista de A Bola; «(...) 2. Finalmente, a FIFA decidiu levar à próxima reunião da International Board, no dia 1 de Março em Zurique, alguns dos problemas mais quentes com que o hoje o futebol, se defronta: a entrada em campo do 'vídeo-replay (moviola)'; a expulsão temporária de jogadores faltosos; a abolição da tripla sanção (expulsão, 'penalty' e castigo do infractor) e a sua substituição por 'penalty' e advertência. Para início de conversa já é salutar.»

Pedro Adão e Silva - Professor Universitário, no Record; «(...) Pois em quatro décadas de benfiquismo, nunca tinha sentido o que senti quando desci as escadarias do estádio no domingo. Um vazio existencial, um anticlímax, uma sensação que desconhecia: o Benfica não ganhou, nem empatou, nem perdeu. Foi uma outra coisa: um buraco na organização do meu quotidiano, Por uma vez, o Benfica não esteve lá à hora prevista. (...)»

Dia 12

Bagão Félix - Adepto benfiquista, em A Bola; «(...) Duas lições reforçadas desta situação: a primeira é que a Natureza tem o poder de se impor com a sua força e não deve ser desconsiderada; a segunda é que, perante a mesma Natureza, um jogo, mesmo que de grande simbolismo como é este dérbi, vale menos do que nós adeptos e eles jogadores e árbitros. (...)». »

José António Saraiva - Director do 'Sol' no Record; «São célebres as "invenções" de Jorge Jesus que deixam, por vezes, os adeptos benfiquistas desesperados. Ontem, porém, passou-se o contrário: Leonardo Jardim "inventou", jogando pela primeira vez com dois avançados e lançando um jogador que chegou há dias ao clube - e Jesus apostou na normalidade e ganhou com naturalidade. (...) »

Vítor Serpa - Director de A Bola; «Apesar de tudo, ou seja, apesar do resultado, penso que Leonardo Jardim fez bem em manter a equipa que tinha previsto para domingo. Não teve a seu favor o fator surpresa, mas provou duas coisas importantes para o seu grupo: que acreditava no sistema por si idealizado para o jogo, independentemente de ser expectável ou não; e que acreditava na qualidade dos jogadores que escolhera para o onze principal. (...)»

Dia 13

Bernardo Ribeiro - Sub-Chefe de Redacção do Record; «(...) O Sporting precisa de paciência. Dos seus adeptos, bem entendido. Ou corre o risco de perder um bom treinador, mais um, por se pedir o que não se pode ganhar. Estranho não é os leões terem perdido na Luz. É terem chegado lá em condições de discutirem a liderança.»

Carlos Barbosa da Cruz - Advogado, no Record; «(...) Resta ao Sporting ir tentando ganhar os jogos que restam, todos sem exceção, e, no final, fazer as contas e assumir a classificação que lhe compete; nem a derrota decide o campeonato, nem muda o estatuto que o Sporting nele tem. No mais, estou convicto de que, no futuro, o Sporting há de ter muitas oportunidades de ir ganhar à Luz.»

Santos Neves - Jornalista de A Bola; «(...) Imperioso, creio: no intervalo, o mais tardar pouco depois, voltar atrás, recuperando modelo habitual. Repito: estrondoso falhanço numa opção acontece (poucas vezes) aos melhores. O que me admira é Jardim não ter reconhecido o seu dia não. »

Dia 14

João Bonzinho - Jornalista de A Bola; «Como sempre, o que abateu os adeptos do Sporting não foi a derrota com o Benfica, o que os abateu verdadeiramente foi a maneira como viram a equipa perder. Sem reação, sem um remate de jeito à baliza de Oblak, sem qualquer pontapé de canto, sem uma ideia de jogo capaz de contrariar o adversário por um minuto que fosse, sem um sinal daquilo que a equipa já fez esta época. (...)»

José Ribeiro - Sub-Chefe de Redacção do Record; «O Enzo Pérez que na terça-feira teve, frente ao Sporting, "o jogo do uma vida", liga-se com o argentino que chegou à Luz em 2011 apenas no nome. O futebolista que conhecemos hoje é uma nova criação de Jorge Jesus, a versão revista e melhorada da anterior, a qual começou a ganhar corpo em setembro de 2012. (...)»

Pedro Ferreira - Colunista de 'O Benfica'; «Foi com surpresa que observei que os opinadores profissionais que pululam pelos órgãos de comunicação a perorar sobre Futebol são todos, mas mesmo todos, especialistas em tudo. Já os vira exercer a especialidade de limpadores solícitos da corrupção e abrilhantadores de corruptores. Por vezes, aquando da apresentação dos relatórios e contas dos clubes, mostram-se especialistas em finanças, gestão, contabilidade e administração de sociedades desportivas e conhecimento empírico de gestão de mercearias do bairro. (...)»

SIGA-NOS NO TWITTER AMIGO ON FACEBOOK REENCAMINHE PARA UM AMIGO
Copyright © *|CURRENT_YEAR|* *|LIST:COMPANY|*, All rights reserved.
*|IFNOT:ARCHIVE_PAGE|* *|LIST:DESCRIPTION|*
Remover | Preferências 
*|IF:REWARDS|* *|HTML:REWARDS|* *|END:IF|*