Não consegue ver correctamente? Abra no Browser.

Newsletter N.º 193

Incrível festa no regresso de Turim. Embora a chegada tivesse sido muito tardia, milhares de benfiquistas aguardaram pela comitiva para lhe prestar o tributo por uma noite tão épica sobretudo em face das condições em que o Benfica garantiu o acesso à final da Liga Europa. Dia 14 lá estaremos confiantes de que regressaremos a Lisboa com a Taça que nos fugiu o ano passado.

Grande festa igualmente na Luz no jogo de despedida com o V. de Setúbal. Alguma descontracção e sensação do dever cumprido deu origem a um empate que não beliscou em nada a festa.

Final da Taça da Liga: confirmou-se o favoritismo do Benfica apesar de uma boa réplica do Rio Ave. Nova festa que se estendeu por vários locais. E vão dois. Quarta-feira há mais!

Mas antes, no Sábado, há clássico ainda que a 'feijões', com a possibilidade de jogadores da equipa B fazerem a sua estreia e sagrarem-se campeões nacionais.


Dia 3

José Eduardo - Colunista de A Bola; «SLB - Atingem as finais como guerreiros, resistindo e lutando como heróis, estoicos, lendários. Ainda não ganharam a guerra, mas merecem o aplauso pela bravura e coragem.
SCP - É tempo de (re)construir o muito que ainda falta. Há decisões difíceis, algumas polémicas. mas a vida é, mesmo, assim.
FCP - A agonia lenta, ainda maior face aos êxitos do 'inimigo'. Na trama de interesses, há muitos boatos e discórdias.
'Hapenning' - Lisboa vai estar nas duas finais. Em Turim e em Lisboa. As festas da cidade começam mais cedo.
»

Nuno Miguel Ferreira - Jornalista do Record; «(...) Numa altura em que o racismo no futebol está na ordem do dia por causa de um adepto mentecapto do Villarreal, Pogba imitou Daniel Alves e destacou-se. Nem precisou de comer banana no relvado. Bastou mostrar aos italianos que respeita os adversários e, sobretudo, sabe perder. À atenção de Conte e companhia...»

Vítor Serpa - Director de A Bola; «Os jornais espanhóis já começam a falar da previsível loucura da invasão a Lisboa, no fim de semana da Liga dos Campeões. Entretanto, alertam para os descomunais preços que estão a pedir por quartos na cidade. Hotéis no centro (não de luxo) a exigirem 3500 euros por noite. Quartos particulares a 2000 euros. Neste quadro do mais depudorado agiotismo, há quem lembre - e bem - que mais barato e mais cómodo será dormir em Badajoz, em Elvas, em Évora e até mesmo em Setúbal. Lisboa poderia, então, ficar a perder, mas a verdade é que ninguém se pode queixar de não conseguir enganar os outros. »

Dia 4

João Querido Manha - Director do Record; «Com a entrevista de ontem no Record, Rui Alves lançou a candidatura à presidência da Liga e mostrou grande conhecimento dos problemas que o esperam. O primeiro é pôr a maioria dos clubes, a começar pelos três grandes, de acordo com uma estratégia que tem de começar por uma moratória que passa pelo apoio financeiro da Federação. (...)»

Ricardo Costa - Professor de Direito da Universidade de Coimbra, no Record; «(...) Na verdade, com a necessidade de gestão de esforço dos jogadores habitualmente titulares, os clubes que chegam a esta fase terminal da época com a ambição de vencer outras competições para além do campeonato tendem a alinhar com equipas inicialmente desfalcadas daquele que constituiriam a sua melhor equipa, em maior ou menor número. Parece que essa "rotatividade física" dos atletas será razão suficiente para justificar a aparente inferioridade de uma equipa que se apresenta sem alguns dos jogadores que fizeram a maior parte da prova. Por outras palavras: parece que essa motivação será bastante para fazer decair qualquer procedimento disciplinar que viesse a instaurar-se contra esses clubes. (...)»

Vítor Serpa - Director de A Bola; «(...) Entretanto, as recentes exibições de Tiago no Atlético de Madrid, tornando-o num dos principais protagonistas nos jogos que decidiram a histórica qualificação do clube para a final da Taça dos Campeões Europeus, fizeram regressar à discussão pública a hipótese de convocação para a selecção portuguesa. O problema é que Tiago renunciou, há três anos, à equipa nacional e mesmo que Paulo Bento visse com bons olhos a sua escolha, não será fácil tomar tal decisão sem, com isso, arriscar - e muito - a unidade e coesão do grupo. (...) »

Dia 5

Alberto do Rosário - Gestor, no Record; «(...) Uma coisa é certa, há muitos anos que não havia quaisquer expectativas que não fosse mais do mesmo, que era jogarem 11 contra 11 e ganhava o FC Porto. Cheira a mudança, cheira a coisas boas e novas.»

Hermínio Loureiro - V.P. da FPF em A Bola; «(...) Poderá ser uma época de sonho vencendo no mesmo ano um conjunto significativo de troféus nacionais e internacionais. Ficará na história o ano de 2014, marcando de forma indelével os protagonistas do sucesso. Podem ser mesmo considerados heróis. Parabéns. »

José Manuel Delgado - Sub-Director de A Bola; «O Benfica inicia na próxima quarta-feira, em Leiria, uma caminhada que pode levá-lo a um cume nunca antes atingido. No limite, os encarnados jogam para vencer tudo, proeza jamais escrita no livro de honra da Luz.(...)»

Dia 6

Luís Milhano - Editor do Record; «(...) O Benfica é, hoje, a equipa portuguesa com melhor ranking na UEFA. E isso não se consegue de um dia para o outro, nem com mudanças constantes de treinadores e plantéis. O Benfica podia ter mais títulos? Sim, podia - esta época, no entanto, ainda pode conquistar mais uns quantos -, mas o certo é que está mais forte e no bom caminho. »

Miguel Sousa Tavares - Adepto portista em A Bola; «(...) 6. E, para domingo que vem, de novo no Dragão e de novo contra meia reserva do Benfica, vamos despedir-nos da época, mais cedo do que nunca. Vão seguir-se dois meses sem futebol com as nossas cores, mas com as habituais intensas jogadas negociais de bastidores. Como de costume, iremos vender alguns dos melhores para manter todos os que não têm préstimo, porque ninguém os quer, e comprar mais uma dúzia de sul-americanos, pois é necessário alimentar o mercado das transferências, das comissões, dos agentes, dos fundos. O que vale é que também vem aí o Verão e a água do mar tudo apaga. »

Pedro Adão e Silva - Adepto benfiquista no Record; «(...) Ao contrário do que acontecia no passado, este ano somos muito competentes a defender e a controlar o jogo a meio-campo, mesmo que já não revelemos o carrossel atacante do passado. Somos por isso uma equipa melhor. Uma equipa preparada para vencer e, sintomaticamente, capaz de jogar com dez, nove ou até, se for caso disso, na feliz expressão do treinador, com o "Manel" a titular. »

Dia 7

Eduardo Barroso - Adepto leonino em A Bola; «As três finais
Claro que são as do Benfica, para mal dos meus pecados. Hoje é uma delas e mais duas ainda este mês. Tenho inveja e muita frustração, não tenho vergonha de confessar. Vingo-me com as minhas armas. Recuso-me, nesta altura, a escrever sobre elas. Quero racionalmente ignorá-las. A vingança do meu silêncio. Cada um vinga-se como pode!
»

João Querido Manha - Director do Record; «(...) A escolha de Lopetegui não entusiasmou, mas esse tem sido o estado de espírito em relação às últimas temporadas. Pode ser uma vantagem para o espanhol, um começo em baixa pressão, com um contrato de longa duração que colide brutalmente com a baixa tolerância dos adeptos para novas experiências. »

José António Saraiva - Director do 'Sol' no Record; «(...) Sobre o jogo de hoje, embora a Taça da Liga seja a menos importante das três finais que o Benfica tem para disputar, é um encontro decisivo. Se o Benfica ganhar, manterá o ritmo desta cavalgada que tem sido o seu fim de época; se perder, interromperá o ciclo de vitórias, com consequências psicológicas que não devem ser desprezadas. Sei que Jesus encarará o jogo com rigor máximo. Está-lhe na massa do sangue. Resta saber o que irá na cabeça e nas pernas dos jogadores, após tantos jogos, tantas vitórias e tantas comemorações.»

Dia 8

Hugo Vasconcelos - Jornalista de A Bola; «(...) Na conferência de imprensa em que apresentou Paulo Fonseca, há menos de um ano, Pinto da Costa justificou assim a opção para suceder a Vítor Pereira, Villas Boas e Jesualdo Ferreira: "As nossas vitórias internacionais, europeias, foram todas alcançadas com treinadores portugueses". A escolha de Lopetegui faz então pressupor que a grande preocupação é agora vencer em Portugal, antes de pensar sequer na Europa.»

Pedro Guerreiro - Jornalista, no Record; «É difícil falar de outra coisa que não seja o Benfica. Quem é adepto de outro clube já não pode ouvir o triunfalismo encarnado a entrar-lhe pelas orelhas, mas este triunfalismo é feito mesmo de triunfos. Já bastaram os festejos antecipados do ano passado. Este ano ninguém contou com o ovo no dito na galinha. Dois ovos já foram postos: campeonato e Taça da Liga. Na próxima semana há mais: gemada ou omeleta. (...)»

Santos Neves - Jornalista de A Bola; «(...) Onde nenhuma dúvida existe é neste Benfica estar cheio de ganas de tudo arrebatar, concretizando a tal fabulosa época de ouro que por nadinhas falhou há um ano. Jorge Jesus tem carradas de razão: e vão duas temporadas consecutivas a sério!»

Dia 9

Daniel Oliveira - Analista Político no Record; «(...) Não será, parece-me, um ciclo de domínio benfiquista. Será, espero eu, um ciclo em que os três grandes voltam a disputar títulos. Chega ao fim a longa era de domínio quase absoluto do Porto. Com ela termina o caminho descendente do Sporting. E se as vitórias não lhe subirem à cabeça, o Benfica será, de forma consistente, um grande europeu. »

José Couceiro - Treinador do V. Setúbal em A Bola; «Helena Costa, de 36 anos, vai orientar a equipa do Clermont Foot 63, actual 14.ª classificada da segunda divisão francesa, tornando-se na primeira mulher a treinar uma equipa profissional com 20 equipas, num dos campeonatos mais competitivos, claramente melhor que as ligas principais de muitos países europeus, a treinadora terá o seu maior desafio profissional. (...) »

Pedro Ferreira - Colunista de 'O Benfica'; «(...) Como sócios, pedimos aos profissionais do Benfica que sejam competentes no seu espírito de missão, na mesma medida em que os profissionais pedem aos legitimamente amadores (aos que amam) que participem apoiando, na vida do Clube. Assim é essencial que os profissionais que servem de apoio aos sócios acompanhem os excelentes níveis de desempenho que observamos nos outros sectores do Clube e que não repitam demonstrações de amadorismo como as que testemunhámos na organização da venda de bilhetes para a Final da Liga Europa. (...) »

SIGA-NOS NO TWITTER AMIGO ON FACEBOOK REENCAMINHE PARA UM AMIGO
Copyright © *|CURRENT_YEAR|* *|LIST:COMPANY|*, All rights reserved.
*|IFNOT:ARCHIVE_PAGE|* *|LIST:DESCRIPTION|*
Remover | Preferências 
*|IF:REWARDS|* *|HTML:REWARDS|* *|END:IF|*