Votação Anti Todos ao Estádio! Qual Arbitragem? Tesourinhos Artigos de Opinião Disparates Lapidares

Votação Anti Todos ao Estádio! Qual Arbitragem? Seara Alheia Tesourinhos Artigos de Opinião Disparates Lapidares


Outros Canais Anti-Benfiquismo Disparates Lapidares Artigos de Opinião
 
Comentários a Artigos

Pontos de vista
João Bonzinho, jornal A Bola
3 de Junho de 2011



«Pode um clube com a dimensão do Benfica permitir que se chore a saída do lateral-esquerdo?»

Esta interrogação formulada pelo jornalista João Bonzinho, levanta-nos um ror de questões quase nada coincidentes com os pontos de vista daquele profissional da comunicação social.

Ao fazer o contra-ponto e ao insistir pela enésima vez na tese de que o presidente do FC Porto ‘é perfeito’ e que até a sua própria consciência só é avisada no preciso momento em que acontece a acção em si mesma, leva-nos a nós benfiquistas a formular diversas questões: 1) Permita-nos manifestar alguma incredulidade – o temos nós a ver com isso?; 2) O secretismo tão enaltecido só acontece porque o FC Porto não vende jornais nem faz manchetes televisivas, e a esmagadora maioria dos profissionais da comunicação social coibe-se de comentar os assuntos, excepto se for para debitar tiradas encomiásticas; 3) Contrariamente à teoria defendida por alguns, o Benfica jamais se reverá nos modos de actuação de PC e dos seus muchachos, por motivos já desenvolvidos até à exaustão; 4) É evidente que esses métodos ultra-secretos não nos encantam pela teia de interesses obscuros que normalmente lhe estão associados.Tratar dos negócios discretamente é outra coisa completamente diferente; 5) Onde viu ou notou Bonzinho que os benfiquistas estejam a chorar a partida do lateral-esquerdo, pese embora todos lhe reconheçamos a sua grande categoria e ser um jogador à Benfica?

Já por mais de uma vez notámos que Bonzinho é um entusiástico admirador do líder do Sistema. Para além de lhe assistir esse direito, é uma virtude ou um problema que só tem a ver com o próprio. Mas passar a vida a utilizar o comparativo relativo não nos parece o melhor método de potenciar uma superioridade que está desde sempre alicerçada em estruturas pantanosas.

O potenciamento de jogadores tem a ver com um conjunto muito diversificado de factores, o principal dos quais é a estabilidade de uma estrutura. E o que vemos nos diversos comentários (Bonzinho incluido), é o enaltecimento do facto em si, sem abordar em profundidade os factos penalizadores que o suportam (o facto de os reconhecerem como virtudes diz tudo). No fundo, seguem a tese tão cara lá por aquelas bandas de que os meios estão desde logo justificados pelos fins perseguidos e alcançados.

Esse tem sido de facto, o grande segredo do inolvidável timoneiro azul e branco, para o qual tem contado com a ajuda prestimosa de pessoas colocadas em sectores vitais e do silêncio compulsivo e conivente da esmagadora maioria de uma imprensa dócil que lhe diz amén,  e que até chama ironias a calinadas ofensivas para a dignidade dos seus adversários, excepto o Benfica que na estrutura pintista é tratado como inimigo a abater.

Ao falar em acabrunhamentos e lágrimas, Bonzinho esquece-se de um pormenor importante – que os intensos e diários comentários sobre Coentrão são expendidos por uma imprensa ávida de telenovelas. Também seria interessante lermos o seu comentário sobre a súbita mudança de agulha do Caxineiro que num curto espaço de tempo, mandou às malvas um contrato vitalício com o Benfica para passar a jogador do Real Madrid. Já agora e se não for pedir de mais, seria igualmente interessante ler a sua opinião sobre Cristiano Ronaldo que em vez de comentar a selecção  que tem um jogo importantíssimo, dissertou sobre a mudança de Coentrão para o Real o que constitui uma forma de pressão inadmissível.

Mas se calhar foi tudo a pedido do Benfica para ver se acaba de verter lágrimas...

P.S. Ainda a propósito do tal desconhecido lateral-esquerdo pescado pelo FC Porto ao V.Setúbal parece que afinal, certamente com muito pesar de Bonzinho, não descobriram a pólvora sózinhos; lembra-se de um tal David Luiz e de um tal Vitória da Bahia?




Social Networks Artigo Original | Comentários | Página Anterior Bookmark and Share  






Artigo Opinião
Siga-nos no:
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Facebook
RSS


   
Web Design & SEO by ViviDelux