Votação Anti Todos ao Estádio! Qual Arbitragem? Tesourinhos Artigos de Opinião Disparates Lapidares

Votação Anti Todos ao Estádio! Qual Arbitragem? Seara Alheia Tesourinhos Artigos de Opinião Disparates Lapidares


Outros Canais Anti-Benfiquismo Disparates Lapidares Artigos de Opinião
 
Comentários a Artigos

O vale tudo
Miguel Sousa Tavares, jornal A Bola
12 de Julho de 2011




Já se vislumbrando ao longe o início do campeonato, os portistas começam a alinhar estratégias condizentes à desestabilização dos adversários que em tese poderão ombrear com o FC Porto na disputa do título do campeão para a época de 2011/2012.

É nessa perspectiva que se move o fazedor de opinião portista Miguel Sousa Tavares (MST), sendo que desta vez para além do habitué Benfica também o Sporting (finalmente!) o parece preocupar, tendo sido desta vez esquecido o SC Braga certamente para profundo desgosto de António Salvador...

Uma resposta de Jorge Jesus na Suiça a um emigrante benfiquista e enquadrada num determinado contexto, levou MST a substituir-se ao seu correlegionário Francisco José Viegas que costuma glosar recorrentemente o tema, mas que agora deve andar certamente muito atarefado e concentrado nas suas novas funções governativas.

Por tradição, a imprensa costuma sempre no início de cada época apontar numa determinada direcção atribuindo favoritismo a um determinado clube e, se se percebe a novidade Sporting, o que temos presenciado é a atribuição do favoritismo ao campeão em título. O que, convenhamos é absolutamente lógico, o que não significa necessariamente que assim seja, tal como aconteceu na época anterior em que o grande favorito era o Benfica...

Qualquer dos treinadores dos três grandes pode legitimamente argumentar que vai lutar pelo título e espera vir a ser campeão. Isso expressa um desejo, uma convicção, e uma mensagem de estímulo aos adeptos e simpatizantes do seu clube, sem que isso possa ser visto ou considerado como certeza ou fanfarronice, tal como nos quer transmitir MST. Mesmo sendo Jorge Jesus que nem sempre obedece aos parâmetros convencionais do discurso que muitos gostariam que ele fizesse.

Parecendo não haver quaisquer preocupações para o lado do Dragão em que tudo continua incrivelmente calmo, MST descobre-as nos encarnados. Não sendo o único, parece revelar um espírito agastado com os armazéns de contentores de sul-americanos como se o seu clube de eleição não os tivesse e fosse um exemplo a seguir. Subjacente a isso, está uma verdade incontornável que é o facto dos principais clubes não concederem mais oportunidades aos jogadores oriundos da sua própria formação, mas isso é outra conversa. De concreto fica o registo de vermos tanta gente preocupada com a política de aquisições do Benfica.

Outro dos temas interessantes que MST nos trouxe (no que tem sido acompanhado por inúmeros palradores que tudo têm feito para desvalorizar o negócio) foi a contabilidade sobre a venda de Fábio Coentrão. Isto prova que até num caso simples (ainda que arrastado por demasiado tempo), os opinadores até aproveitam para falsificarem as contas e para denegrir um negócio bem conseguido, como aliás referimos em artigo recente.

Para avaliarmos até que ponto chega a fobia de ataques ao Benfica não importando qual o assunto, diríamos que, como todos sabemos, o seu FC Porto tem protagonizado nos últimos anos várias transferências de montantes avultados, sem que isso tenha merecido dos benfiquistas ou dos opinadores em geral qualquer tipo de comentários contabilísticos desabonatórios. E, se fossemos por aí, haveria certamente várias coisas a dizer como MST muito bem sabe, pois ao valor total das transferências há sempre algumas parcelas a abater…Só que não temos especial predilecção pelo que se passa na casa do vizinho.Justamente por isso temo-nos divertido imenso com tanta gente preocupada com as contas, o que é bom pois talvez assim os seus clubes passem a ter menos passivo...

Como é da praxe e porque MST o cita, o nosso inefável vizinho – Ernesto Ferreira da Silva também revelou uma súbita propensão para fazer contas (deve ser até ao momento a transferência mais mediatizada do mundo). Compreende-se, enquanto fala nisso não aborda os milhões gastos pelo seu Sporting em contratações (sem ironia ou crítica).

Mas para além de MST e EFS entre outros, do universo de contabilistas improvisados o que mais nos divertiu foi sem dúvida o ‘Sole Mio’ –Manuel Martins de Sá (aflito como está por causa da dívida soberana italiana) –, que notou um conluio do Benfica e da Imprensa em geral para não desmentir o presidente dos encarnados, pois até complicaram as contas (pasme-se!), separando um negócio do outro. Ficámos também a saber que não foi LFV que fez o negócio mas sim Florentino Pérez que o impôs!

Depois de todas estas incursões pelo reino da fantasia, estamos em crer que a Benfica SAD irá ter sérias dificuldades em explicar à CMVM os contornos do negócio, depois do comunicado que enviou aquela entidade reguladora confirmando que o negócio se tinha feito por 30 milhões...

P.S. Agradecemos a MST os votos de boas férias e retribuímos. E como fala em figos deixamos o aviso para não ingerir figos secos importados da Turquia e vendidos sob a etiqueta de ‘Algarve Souvenir’ ...




Social Networks Artigo Original | Comentários | Página Anterior Bookmark and Share  






Artigo Opinião
Siga-nos no:
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Facebook
RSS


   
Web Design & SEO by ViviDelux