Votação Anti Todos ao Estádio! Qual Arbitragem? Tesourinhos Artigos de Opinião Disparates Lapidares

Votação Anti Todos ao Estádio! Qual Arbitragem? Seara Alheia Tesourinhos Artigos de Opinião Disparates Lapidares


Outros Canais Anti-Benfiquismo Disparates Lapidares Artigos de Opinião
 
Comentários a Artigos

Posso falar outra vez do Benfica?
Rui Moreira, jornal A Bola
10 de Junho de 2011




Definitivamente Rui Moreira (RM) e todos os escribas portistas não conseguem escrever uma simples crónica sem falar do Benfica. Ou melhor, tentam de qualquer forma contribuir para algo de negativo que aconteceu ou está para acontecer nos encarnados.

É por essas e por outras que determinados temas que não passariam de vulgares acontecimentos do dia a dia, se transformam por obra e graça em assuntos transcendentes. Os visados agradecem os deslevo e a publicidade barata. Melhor seria impossível!

Assim sendo, o ideólogo portista disserta sobre o grande tema do momento – Fábio Coentrão que de repente se auto-transformou num fenómeno sem precedentes a nível mundial, ameaçando mesmo ultrapassar Lionel Messi em popularidade.

Nas conclusões – sempre sagazes e brilhantes – a que por norma chega RM, sobressai uma que ninguém sabia: Que os dirigentes do Real Madrid já tinham percebido que o jogador queria jogar no clube madrileno. E depois de ter ouvido DSO, concluiu também que o Benfica está desesperado para fazer o negócio porque senão, corre o sério risco de entrar em rotura financeira.  E vai daí, atendendo a que nenhum outro clube se chegou à frente acenando com verbas tentadoras, o negócio será feito a preço de saldo.

A exemplo de outros plumitivos que já vieram debitar a mesma teoria, RM culpa o Benfica por se ter esquecido de avisar o atleta para estar de bico calado para não estragar o negócio. Aqui, difere substancialmente daqueles que, como um tal  Varela, acusam os encarnados de quererem impôr a ditadura do silêncio com regulamentos ilegais. Preso por ter cão...

Para aumentar a confusão no espírito de RM, A Bola (??!!) tinha garantido que o negócio estava quase fechado por 25 Milhões mais o passe de Garay, mas perante o clamor da multidão dos pasquins e seus derivados, o Benfica viu-se na necessidade de ter de esclarecer a CMVM.

É francamente encorajante a preocupação que RM manifesta caso este negócio aborte. Que vai ser de Fábio Coentrão? Como irão reagir os adeptos do Benfica? Como ficarão doravante as relações com o empresário Jorge Mendes? É de facto um imenso mar de preocupações...

RM deriva depois para as modalidades para realçar os grandes êxitos obtidos esta época, explicado pela metodologia transversal em diversas áreas. Percebido. No futebol (pelos factos que exaustivamente apontámos), no hóquei (está ainda por explicar racionalmente a vitória com o Candelária quando perdiam por dois golos a 51 segundos do fim do jogo), no basquete (em que o Benfica foi forçado a disputar maratonas de jogos sem descanso por deficiente planeamento da Federação), e mesmo no andebol em que ganharam o campeonato mas perderam a Supertaça e a Taça de Portugal.

Com efeito, desde que há televisão a cores, parece que as regras mudaram, o que não justificando tudo, justifica sem sombra de dúvida muita coisa. E depois de termos assistido às continuadas investidas do Sistema,  já tínhamos referido que os tentáculos se iriam extender transversalmente às modalidades, pelo que foi sem surpresa que assistimos a essa forte manifestação da verdade desportiva.

Sabemos que estas palavras ferem os tímpanos dos portistas, mas não conseguimos resistir...




Social Networks Artigo Original | Comentários | Página Anterior Bookmark and Share  






Artigo Opinião
Siga-nos no:
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Facebook
RSS


   
Web Design & SEO by ViviDelux